Cuando Cubango envolve acima de 100
mil famílias no ano agrícola

Date:

O sucesso da campanha a-grícola 2022/2023, na província do Cuando
Cubango, vai contar com 101.287 famílias camponesas e um apoio governamental com 809 toneladas de sementes diversas para se assegurar a produção nos mais de 202 mil hectares em preparação para o efeito.

De acordo com o director do Gabinete Provincial da Agricultura, António Pereira Vicente, o Cuando Cubango espera produzir cerca de  212 mil toneladas de diversas culturas, com destaque para o milho, feijão, arroz, massango, massambala, trigo e soja.

Para tornar real as previsões avançadas, a Direcção Provincial da Agricultura recebeu do Ministério da Agricultura e Pescas e está a distribuir 279 toneladas de milho, 240 de arroz, 85 de massango e igual quantidade de massambala, 40 de feijão-frade, 30 de feijão macunde, 20 de trigo, 15 de soja e o mesmo número de toneladas de feijão catarina.
António Pereira Vicente acrescentou, que o Ministério fez chegar ainda à província 200 pulverizadores manuais, 100 bombas de água a pedal, 39 máquinas de corte e recolha de milho, 50 semeadores manuais, 15 moageiras, 10 semeadoras e fertilizadores com motor a gasóleo, entre outros meios.
Fez saber que esta é a primeira vez que a província vai beneficiar de uma quantidade elevada de sementes, tendo em vista que nas épocas agrícolas passadas a cifra rondava em apenas 50 toneladas e por este facto na presente campanha 2022/2023 espera-se uma boa produção.
“É olhando nestes apoios que estamos a trabalhar de forma robusta para fazer jus aos meios que estamos a receber do Ministério da Agricultura para que possamos aumentar as áreas de cultivo e consequentemente os níveis de produção em todas as localidades do Cuando Cubango”, disse.

Segundo o engenheiro agrónomo, constitui por esta razão uma grande responsabilidade para o sector que dirige e dos camponeses em geral para que possam trabalhar com afinco e dedicação, no sentido de no final da época agrícola conseguirem colher uma boa safra, porque de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) as condições climatéricas
também serão favoráveis.
Realçou que para esta época agrícola um dos principais objectivos do Ministério da Agricultura para a província do Cuando Cubango é o fomento da produção de arroz e é com base neste propósito que colocou a disposição dos camponeses 240 toneladas deste cereal.   
Salientou que a principal prioridade da distribuição das sementes e instrumentos de trabalho será para as famílias camponesas que estão engajadas na produção de diversas culturas nos 29 pólos agrícolas criados até agora nos nove municípios que compõem a província.

 
Pólos agrícolas
O director provincial da Agricultura disse que nos últimos tempos a instituição tem registado de bom grado o envolvimento das famílias camponesas que trabalham nos pólos agrícolas, sobretudo do Licua (no município de Mavinga), Vissati e Tchinguanja (Cuchi) que anualmente produzem milhares de toneladas de milho, feijão-frade, massango e massambala.  
Sem avançar a data e o município que vai acolher a abertura da campanha agrícola 2020/2023, António Vicente Pereira, disse que apesar desta prioridade todas as localidades vão beneficiar dos subprogramas de distribuição de instrumentos agrícolas, pre- paração de terras, formação técnica a partir das escolas de campo e o monitoramento das culturas.  

Campanha 2021/2022 colheu toneladas de cereais e tubérculos

António Pereira Vicente destacou que na campanha agrícola 2021/2022 os camponeses na província do Cuando Cubango colheram mais de 202 mil toneladas de cereais, tubérculos e hortícolas diversas.
Recordou que neste ano agrícola estiveram envolvidas mais de 96 mil famílias
camponesas que trabalharam uma área de 192 mil hectares, dos quais cinco mil hectares mecanizados. Salientou que a produção superou toda a expectativa dos camponeses na província, tendo em conta que durante duas épocas agrícolas seguidas o Cuando Cubango teve uma baixa de colheita por causa dos fenómenos da praga de gafanhotos, estiagem e inundações que provocaram muitos prejuízos.
“Felizmente na campanha agrícola 2021/2022 os camponeses conseguiram superar as safras que perderam nos anos passados e estão motivados a aumentar ainda mais as áreas de produção para que no próximo ano o número seja superior”, disse.
O engenheiro António Vicente Pereira informou que boa parte dos produtos colhidos no Cuando Cubango estão a chegar com maior destaque para os principais mercados das províncias de Luanda, Huíla e do Cunene, tendo em vista a presença de muitos comerciantes destas regiões na província para a compra de elevadas quantidades de milho, feijão-frade, massango e massambala.

Agricultura mecanizada é a aposta do sector
De acordo com o director da Agricultura no Cuando Cu-bango, nos últimos dois anos, a província do Cuando Cu-bango registou um aumento considerado da prática da agricultura mecanizada de 900 hectares para cinco mil hectares, fruto dos 29 tractores com as respectivas al-faias agrícolas que foram distribuídos em 2019 para apoiar os camponeses dos nove municípios.
Referiu que anteriormente as parcelas de terras mecanizadas eram apenas preparadas em projectos do governo ou empresarial, mas hoje a realidade é outra e a maior parte dos camponeses têm apoio de tractores para lavrar os seus campos.
António Pereira Vicente fez saber que na campanha agrícola 2021/2022 dos
cinco mil hectares mecanizados, com realce para os pólos agrícolas, permitiram uma produção de mais de seis mil toneladas de produtos diversos em todos os municípios.
Disse que o governo da província em parceria com o Ministério da Agricultura estão a envidar esforços para que a cada ano se aumente ainda os hectares mecanizados, tendo em vista que vai facilitar melhor o trabalho dos agricultores e contribuirá significativamente para uma maior produção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Subscribe

spot_imgspot_img

Popular

More like this
Related

Andreia Vanessa Simões dirige a Comissão de Mercado de Capitais

O Chefe de Estado, João Lourenço, nomeou, quinta-feira, Andreia...

Sonangol arrecada 20.197 milhões de kwanzas com venda de acções na Caixa Angola

A Sonangol arrecadou 20.197 milhões de kwanzas com a...

Angola na tradicional recepção do casal Biden

A Embaixadora Maria de Jesus Ferreira, Representante da Missão...

Presidente do parlamento pede rigor na gestão dos recursos

A Presidente da Assembleia Nacional (AN), Carolina Cerqueira, conferiu...